quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

SUMMERTIME

HEYYYYYY VOLTEI GALERA! AGR EU VOU POSTAR UM CAPITULO PRA VCS E ESPERO QUE VCS GOSTEM! AAA UM AVISO GALERA EU FIZ O TAO PEDIDO E ESPERADO EPILOGO! MAAAAAASSSSSSSSS FICOU UMA MERDA ENTAO EU VOU ESCREVER OUTRO! OK? E EU TAVA PENSANDO AQUI EM VEZ D EU COMEÇAR A POSTAR A MINHA FIC! EU PODERIA CONTINUAR ESSA CLARO SE EU CONSEGUIR NE! MAS TBM SÓ SE VCS QUISESSEM! EU SEI QUE VCS QUEREM MT QUE EU POSTE A MINHA MAS SINCERAMENTE? TA UMA MERDA E TA EMPACADA NO CAPITULO 12! EM FIM VCS VIRAM MINHA SITUAÇAO! MAS EU AMO VCS E AI ESTA O CAPITULO GALERA! 


CAPITULO 26: you are my future. I am your future. And the way things are! I was made for you and you were made for me!We are the future! Sweetie!








Joe não se aproximou. Sentiu o rosto esquentar, a cabeça rodar, tudo o que fosse de ruim junto. Os olhos marejados de Demetria doíam nele. Como podia ter sido tão estúpido?
Apenas tirou a caixinha da pulseira de dentro do bolso, e colocou na cama. Demi pareceu surpresa, mas não perguntou nada. Apenas jogou-a de volta, com desdém.
- Mude a tira que tem escrito docinho para baixinha e seu prejuízo não será tão grande.
- Demi, a Autumn...
- Não quero saber.
Joe sorriu, sem humor, com uma tristeza visível.
Caminhou até a varanda e pendurou-se na árvore para descer. Quando chegou lá embaixo, percebeu que não seria assim. Ele simplesmente se recusava a deixar que terminasse assim.
- EI! – gritou. - Demi!
A menina apareceu na varanda, em silêncio. Ele sorriu largamente. Não estava confiante. Sabia que podia já tê-la perdido. Mas as lágrimas de Demi, a dor dela... Só provavam uma coisa: ela ainda o amava. E ele não ia desperdiçar isso.
- Eu vou ter você de volta! – gritou. - Eu vou virar essa cidade de ponta cabeça, eu vou fazer o que você quiser, mas você vai voltar pra mim.
- Joe...
- Porque nós podemos ser passado... - ele sorriu. - Mas meu futuro é com você. Escreva isso, docinho. 

CAPITULO 26: The end’s not near... It’s Here 

[n/a: deixe carregando essa música e dê play quando aparecer outra nota ;)] 

Joe passou pelo corredor do colégio, que estava lotado de pessoas. Avistou Nickolas e Kevin com Selena, no entanto, não teve paciência para ir até eles. Tudo o que precisava era conversar com Demetria. Não tinha se conformado com o fim da conversa na noite anterior, e precisava resolver aquilo o quanto antes. Precisava saber o que tinha que fazer, e era óbvio que ela não diria, mas talvez ele conseguisse perceber sozinho.
Só que ficar sem ela era absolutamente fora de cogitação.
Quando chegou no gramado que tinha atrás do colégio, viu Demi com Liam e Mi perto de uma árvore. O casal estava sentado em um tronco caído, mas ela estava em pé, de costas. Jonas correu até eles, e quando estava próximo de encostar nela, a garota virou, como se sentisse sua presença ali.
- Ah... É você - Demetria disse com desprezo, e Joseph percebeu que aquilo seria mais difícil do que tinha calculado a princípio. Ela se virou para seu irmão e Miley. - Amores, vou indo, tenho que ir pro ginásio me trocar. Comportem-se! - disse e sorriu, depois girou nos calcanhares e começou a caminhar, ignorando totalmente Joe ali.
Mi o encarou, como se ele fosse um perfeito babaca.
- Anda, vai! - ela apontou pra Demi, fazendo com que Jonas se movimentasse.
Demetria estava andando muito rápido, se infiltrando em rodinhas, claramente com a ideia de ficar o mais longe possível de Joe.
- Demi! - ele quase gritou, mas a menina não olhou para trás. - Demetria Lovato!
Algumas pessoas o olharam.
O que diabos aquele loser queria com a toda-diva-Demetria?
Joe rolou os olhos, apertando o passo e alcançando-a.
- Quando você vai me perdoar? - segurou-a pelo braço, no meio do pátio. Suas olheiras arroxeadas provavam que tinha tido uma péssima noite de sono. Seus cabelos estavam desgrenhados e a camisa do colégio amassada, como se tivesse dormido com aquelas roupas.
Ainda assim, a garota sentiu um arrepio ao sentir seu perfume. Ele tinha se esquecido de passar um pente no cabelo, mas estava cheiroso? Aquilo não estava certo. Não era justo com sua sanidade.
- Não sei, talvez hoje - Jonas sorriu largamente, e então ela continuou: - Talvez nunca. Muito provavelmente, a segunda opção.
- Ei, espera, volta aqui - ele a puxou de novo, com o estômago revirando. Sua cabeça ia explodir a qualquer momento. - Você precisa me escutar, docinho.
Foi quando ela o olhou nos olhos pela primeira vez. Ele sabia que aquele apelido tinha um poder sobrenatural sobre os dois.
Percebeu, por alguns segundos, que a menina em sua frente estremeceu, e ela pareceu desconsertada.
- Não use mais esse apelido - Demetria disse de forma seca.
- ÓTIMO! - o garoto gritou, perdendo o controle. - Eu não te disse que ia fazer QUALQUER COISA pra gente voltar e pra você me perdoar? Então talvez o colégio inteiro precise saber disso também - Joe subiu na mesa.
- Desce daí! - Ouviu-a gritar, e então riu, maroto.
- Só quando você disser que vai conversar comigo... - ele deu uma piscadela, tentando controlar todas aquelas emoções que pareciam que o fariam ter um colapso - docinho.
- Joe, desce daí! - Demi olhava para os lados, quase escondendo o rosto com as mãos.
- Você vai conversar comigo, ou eu vou ter que fazer alguma declaração idiota aqui mesmo? - ele riu.
Sabia que Demetria tentava, em vão, achar alguma brecha pra escapar, sair correndo, talvez. Mas as pessoas ali perto dificultariam o processo. Era bom que ela falasse logo, afinal, ele não era adepto de declarações públicas e micantes.
Mas faria qualquer coisa por ela, era um fato.
- Jonas! Isso é ridículo! - Demetria disse entre dentes, e ele sorriu.
- Você disse achar lindo quando o Seth fez isso pra Summer - disse simplesmente, e Demi quase deixou o queixo cair.
Como diabos ele falava com tanta clareza de um seriado que não assistia?
- Eu não sou a Summer - ela murmurou, depois riu, sarcástica. - E você definitivamente não é o Seth.
- Mas sou o cara que você ama - Joe disse simplesmente, e então desceu da mesa, puxando-a pra perto. - Eu sei que eu disse que amor não é suficiente nessas horas. E eu sei que eu sou um idiota, mas eu preciso de você - ele suspirou, olhando-a intensamente e entrelaçando os dedos em seu cabelo. - Você me faz menos idiota.
- Joe, a gente não... - Demetria suspirou, estremecendo com aquele olhar. Jonas não deixou que terminasse.
- Eu te amo - sussurrou, mas ainda assim teve certeza que pelo menos quarenta pessoas ao redor dele tinha ouvido.
Não importava.
Demetria sorriu largamente e ele a acompanhou, tomando-a pelos braços e a beijando, enquanto ouviam aplausos e gritinhos. Demi mordeu seu lábio de um jeito que fez com que seu corpo inteiro vibrasse, e eles se olharam, rindo feito idiotas, com as testas encostadas.
- Ah, o amor é lindo, não é mesmo? - Joe virou a cabeça e encarou uma pessoa de roxo ao seu lado. Em seguida, a identificou. - Se o mundo pudesse ter mais amor, talvez não houvesse tanta guerra, tanta pobreza. Vejam esse casal, olha que lindo! - a mulher dizia, com lágrimas nos olhos.
- OPRAH?!? - Ele e Demetria berraram juntos, e ela sorriu largamente.
Joe abriu os olhos, atordoado.
Tudo o que viu foi a luz fraca da televisão.
E toda aquela sensação boa, todo aquele amor, tinha sido arrancado dele.
Pela Oprah.
- Maldita! - ele xingou, encarando a televisão.
Chegara a sentir o coração batendo muito mais forte, de forma que sentisse vergonha de si mesmo. Oprah não podia ter tirado isso dele.

Joe rolou de um lado pro outro na cama. Não tinha ideia de como sabia um episódio de The OC - Demetria realmente tinha lhe transformado. Mas queria, a todo custo, continuar aquele sonho. Teve aquela sensação de que o mundo dos sonhos estava infinitamente melhor que sua realidade. Mas não conseguia dormir, talvez aquilo fosse uma punição por ter sido um perfeito filho de uma... Ok, sua mãe não tinha nada com isso. Resolveu levantar, ainda eram quatro da manhã, pensou em ligar para ela, mas com certeza seria suicídio.
Demetria não gostava de ser acordada subitamente.
Riu sozinho, com as lembranças vívidas em sua cabeça, como se pudesse tocá-las.

Flashback ON

- Goooooooooood Morniiiiiiiiiiiiiiiing, Sunshine! - ele cantava idiotamente, abrindo as janelas e a varanda, e deixando um sol típico da Riviera invadir o quarto branco. - Olha, está sol, nós vamos poder...
Jonas não conseguiu terminar a frase, apenas viu um sapato de salto alto vermelho voar na direção da sua cabeça.
- VOCÊ FUMOU UM BASEADO? - Demetria berrou, e ele gargalhou, correndo até ela na cama.
- Nossa, que bom hu...
- Vá você, seu sol, seu bom humor, todos unidos pro INFERNO! - Demi enterrou a cabeça embaixo do travesseiro, e sua voz saiu abafada. - Apagfa a luuuuuuziiii!
Joe gargalhou, jogando o corpo ao lado do dela na cama.
- Sabia que você fica muito sexy quando está nervosa, docinho? - sussurrou perto de seu ouvido, e ela apenas o empurrou.
- Sabia que eu odeio você? - Demi murmurou e ouviu a risada do garoto. - Só vou cogitar ir com a sua cara de novo quando você apagar a porra da luz!
- Ah, peraí que eu vou apagar o sol, já venho... - disse irônico, e pensou ouvir a risada da menina.
- Vá se foder.
- Só se você for comigo.
Demetria tirou o travesseiro da cabeça com a maior cara de tédio do mundo.
- Joe, vá tomar no meio do seu...
Ele a beijou. A garota esperneou, batendo os braços, mas ele a segurou pelos pulsos, e ela gemeu em meio ao beijo.
Quando a soltou, os dois estavam com a respiração ofegante.
- Babaca - ela disse, e o garoto gargalhou.
- Insuportável.
- Idiota!
- Cala a boca e vem cá... - Joe jogou o edredon por cima de suas cabeças, e os dois riram, antes de arrumarem algo muito mais interessante pra fazer.

Flashback OFF 

Pegou um copo de leite e esquentou no micro-ondas. Diziam que aquilo funcionava, no entanto, achava que seria perda de tempo. Tomou em quase um gole só e se jogou no sofá, a casa iluminada apenas pela luz fraca de um poste, através das cortinas. Ligou a televisão e procurou qualquer porcaria que lhe parecesse útil assistir, e acabou dormindo por algumas horas.
Ao levantar, seis e meia, tomou um banho e colocou o uniforme do colégio. A gravata sempre mal apertada, as calças um pouco maiores do que deviam e seu all star surrado nos pés. Desarrumou o cabelo, como sempre, colocou seu perfume preferido - o perfume que ela tanto gostava - e desceu as escadas. Ainda estava cedo, então saiu de casa e sentou nos degraus da frente, com o iPod em mãos.
Estava ansioso.
Precisava vê-la o quanto antes, mesmo que não tivesse ideia do que faria.
- Pensando nela?
Joe ouviu uma voz fininha e olhou para o lado, assustado. Viu Cassie, sua vizinha de apenas onze anos, sentada na escada da casa dela, com seus pijamas rosa de ursinhos e um livro do Harry Potter e o Cálice de Fogo em mãos. Chacoalhou a cabeça, atordoado.
- O que você está fazendo de pijamas na rua? - antes que a menininha respondesse, continuou: - E como... Como você sabe?
A pequena garota riu, deixando suas bochechas rosarem.
- Insônia - respondeu simplesmente.
- Crianças de dez anos não têm insônia.
- Eu tenho onze - Cassie pareceu nervosa.
- Tá, desculpa - Joe quase riu; no entanto, não estava tão bem humorado pra isso. - Você estava chorando?
Cassie corou, limpando o rosto com as mãos.
- Já li esse livro quatro vezes... - murmurou. - Sempre choro na morte do Cedric. Não pelo Robert Pattinson, que fique bem claro... É um personagem de coração tão bom...
Joe sorriu para o jeito que a menina falava. Nem parecia ter sua pouca idade.
- O mundo nem sempre é justo, Cassie.
- Mas na maior parte das vezes, nós apenas pagamos pelos nossos próprios erros, Joseph - ela o olhou de maneira expressiva, e Jonas deixou o queixo cair.
- Do que você está falando? Como que você...?
- Sua mãe contou o que houve ontem para a minha no chá da tarde - Cassie deu de ombros. - E só pra constar: você é um idiota.
Joe chacoalhou a cabeça, quase rindo da situação bizarra. Estava discutindo seu relacionamento com uma criança!
- Eu sei que eu fui um idiota - murmurou, pronto para dar um ponto final à conversa. Mas por outro lado, tudo que precisava era desabafar.
Cassie encarou o livro despreocupadamente.
- Eu estava cego de ciúmes - disse baixo. - Ah, que droga! Ontem fui até a casa dela, ela não me perdoou, mas eu disse que vou fazer qualquer coisa para...
- Você a ama? - a garotinha interrompeu, virando uma página do livro.
Joe soltou o ar pesadamente.
- Muito.
Cassie fechou o livro, e o encarou.
- Então você já sabe o que fazer, Jonas. Lute por ela.
- Mas eu... - Joe sentiu raiva de si mesmo ao dizer o resto da frase. - Já disse a ela que amor não é tudo nessas horas.
Cassie rodou os olhos, impaciente.
- Você é mais babaca do que eu pensei - disse, quase rindo de sua desgraça. - Mas pelo que eu entendi, ela o ama. Se não amasse, não teria corrido atrás pra provar que era inocente. Nem estaria sofrendo agora. Faça alguma coisa!
- Eu sonhei que me declarava em cima da mesa do pátio - Joe fez uma careta, e a menina riu.
- Piegas. Acha que funciona?
- Não tenho ideia - Jonas acabou rindo junto. - Demetria é indecifrável.
Cassie viu os olhos do garoto brilharem e sorriu.
- Isso daria uma ótima história de livro - disse, sorrindo. - Sabe, Joseph, quando você encontrar com ela, vai saber o que fazer. Se tiver que subir na mesa, suba... Afinal, o amor é assim, não é? Constantemente ridículo e difícil de entender. Só quem ama, sabe.
Joe sorriu largamente.
- Você me assusta - Jonas disse, encarando a seriedade de uma garota que parecia ter inteligência sobrenatural. - Você ama alguém? Digo, já se apaixonou? - Cassie gargalhou da pergunta.
- Eu tenho onze anos! Talvez eu ame o Draco ou algo assim. Mas eu ainda não amo ninguém de verdade. - Aposto que tem algum príncipe no seu colégio por quem você fica babando - Joe desafiou, e a menina riu, sem humor.
- Os garotos do meu colégio são idiotas, e o único bonito, é muito velho pra mim.
- Eu sou o príncipe do meu colégio - Joe disse, presunçoso, e Cassie o encarou dos pés a cabeça, com ar de desdém.
- Bem que minha mãe diz que a juventude desse país está perdida - falou, e Jonas fez cara de espanto, mas depois riu.
- Aonde você vai? - ele perguntou, ao ver Cassie caminhar até sua porta.
- Não posso ir de pijama para o colégio - ela falou como se ele fosse um retardado. - E você, devia ir logo para o seu. E conquistar sua garota de volta - Cassie sorriu. - E saiba que se não vier me contar como foi, quebro sua cara.
Joe gargalhou.
- Muito simpática - disse, rindo. - Obrigado, Cassie.
- Por nada - ela sorriu. - Agora se manda, se meu pai me ver de papo com você, vai achar que eu ando muito avançadinha.
Jonas gargalhou ao ver a loirinha de cor-de-rosa entrar em casa.
Ela estava mais do que certa. E agora, parecia que tudo seria mais simples.
Eles se amavam.
Quem diabos ia contestar o amor?

Joe estava determinado. Ao se aproximar do portão do colégio, sabia exatamente o que faria.
Talvez fosse necessária a cena do sonho pra chamar atenção. Ele não ligava.
Se tudo desse certo como imaginava, claro. Porque subir numa mesa e levar um toco na frente do colégio inteiro, seria humilhante. 
Mas algo dizia que Demi não faria isso.
Guardou com cuidado a pulseira que tinha lhe comprado na França em um dos bolsos, pegou o material e correu em direção à porta. O papo com Cassie o tinha distraído, e já estava perto do sinal quando chegou. Olhou em volta, direto para a mesa que as meninas costumavam usar, mas não viu ninguém ali.
Avistou Nickolas e Sel se pegando em um canto e sorriu, fazendo um esforço para tentar lembrar que aula Demi tinha no primeiro tempo - talvez já estivesse na sala, dormindo sobre a carteira, ou papeando com as meninas.
- Biologia! - disse para si mesmo, admirado por saber.
Sua memória andava mostrando serviço, e ele agradeceu por isso.
Esbarrou em algumas pessoas, mas não se lembrou de desculpar-se. Abriu a porta da sala de uma vez só, fazendo uma nerd que estava na bancada mais próxima pular na cadeira. Teria rido de verdade se não estivesse ali por outros motivos.
- Dalielle! - ele apontou para a amiga, que levantou as mãos como uma ladra, rindo.
- Juro que não fui eu! - ela exclamou, e Jonas riu levemente, sentando-se no banquinho ao lado do dela.
- Cadê sua companheira de laboratório? - perguntou fingindo indiferença, mas a cara de “seu idiota” de Dani o fez rir. - Preciso falar com ela.
- Ela já foi, ué - a menina deu de ombros, mexendo no celular, e Joe franziu a testa.
- Cabulou hoje?
- Hã? - Dani o encarou, fazendo careta. - Jonas, já falei pra você parar de beber no meio da semana! É feio!
Joe rolou os olhos, mas uma sensação horrível começou a tomar conta dele. Não sabia explicar o que era, mas suas mãos estavam geladas, e ele estava começando a não curtir aquele papo.
- Eu não bebi, Dalielle - disse, com a voz tediosa. - Do que você está falando? Cadê a Demi?
Dalielle deixou a boca abrir, mas não emitiu som algum. Ela pareceu meio chocada.
- FALA, CACETE! - Joe ouviu seu próprio grito, acordando um garoto que dormia na bancada da frente e assustando novamente algumas pessoas. - Desculpa, Dani, eu...
- Tudo bem - Dalielle respirou fundo, enquanto um monte de alunos entrava na sala, e atrás deles, o professor.
- Bom dia, classe! Hoje nós vamos estudar... - o professor olhou pra mesa de Dani, e então virou o rosto para Joe. - Sr. Jonas, que eu saiba você não frequenta minha aula nesse período.
Joe sorriu amarelo.
- Só um minuto, professor, já estou indo.
Sorte dele era que o Sr. Bersen, um jovem de trinta e poucos anos, era bastante calmo, apenas rolou os olhos e se dirigiu ao quadro.
- Onde ela está? - Joe sussurrou, mesmo assim, alto demais. Dani fez um sinal para que ele calasse a boca.
- Você não soube? - perguntou, mesmo sabendo o que viria a seguir. - A Demi foi... Ela...
- ELA O QUÊ?
- Joseph Jonas, queira por gentileza se retirar da minha classe! Já não basta estar aqui, ainda vai atrapalhar minha... - Bersen não conseguiu continuar.
- Dalielle, me fala! - sua cabeça girava. Que merda era aquela?
Nem sabia o que estava acontecendo - mas seu sexto sentido lhe dizia que já podia começar a surtar. Dani o segurou pelo braço, puxando pelo corredor entre as bancadas. - Dalielle Deleasa, se você sair da sala e perder a explicação do exercício, não se preocupe em voltar hoje - o professor advertiu, e Dani rolou os olhos, sem responder nada, empurrando Joe para o corredor.
- Uma bela encrenca você me arrumou, Jonas - ela murmurou no corredor silencioso e vazio.
- Dalielle, dá pra você me explicar essa porcaria de história de uma vez só? - Joe quase cuspiu as palavras, falando um pouco mais baixo, mas sua voz estava estranha. - A Demi está bem? Ela tá aonde? Ela...
- Ela foi embora, Joe.
¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

Bom galera MUITO obrigada a todos voces por nao terem me abandonado em todos esses dias sem postar! MUITO obrigada a todos os seguidores novos por estarem lendo e comentando minha fic! MUITO obrigada por serem essas pessoas maravilhosas que voces são e me ajudarem a nao desistir de viver! MUITO obrigada por voces existirem! MUITO obrigada Paola por ter me passado o blog e me fazer ter esse prazer de postar historias para esses tao fãns de Jemi assim como nós! MUITO obrigada Susan por estar sempre me apoiando até nas horas em q eu digo q nada vale mais apena, voce nao sabe o quanto tem significado pra mim! Voce nao sabe o quanto me ajuda msm sem dizer nada! Voce nao tem nem a ideia do que chega o tamanho do meu amor por voce SUSU! E voce só voce sabe do que eu to falando! MUITO obrigada por todos esses comentarios que me fizeram rir chorar gritar me descabelar e acima de tudo que me deixaram tao feliz! OBRIGADA A TODOS VOCES POR CADA DIA! EU AMO TANTO TANTO TANTO VCS SEM MSM CONHECER CADA UM D VCS PESSOALMENTE! ISSO NAO IMPORTA! EU AMO VCS E NUNCA VOU DEIXAR D AMAR! OBRIGADA OBRIGADA E OBRIGADA! EU NEM TENHO MAIS PALAVRAS PARA DESCREVER A MINHA FELICIDADE E GRATIDAO! SÓ O Q ME RESTA A DIZER É... VOCES ME FAZEM FELIZ! OBRIGADA!

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

GALERA ESSAS SAO AS RESPOSTAS QUE FICARAM FALTANDO LEMBRAM? Q EU DISSE Q TAVA FALTANDO 6 E DPS EU RESPONDERIA? ENTAO AI VAI:

@Jemi_Forever: Muito obrigada flor por ter comentado! E ual eu estou dando pulinhos de alegria aqui! Que bom que está gostando! Bom demorei mas postei ne? Ta ai o capitulo q vcs tanto esperaram! Espero q voce goste e comente ta? love u beijemi♥

Thaais: Own brigada flor! kkkkkkk se voce quebrar meu pc como eu vou poder postar pra vcs hem? shuashuahsuhas Mas eu tenho que parar numa parte dessas pra ficar emocionante! Vai diz que essa parte q eu parei ai em cima vcs nao tao com vontade de me bater hem? kkkkk eu sei mas isso é pra vcs comentarem bastante! E amanha vcs entram d novo que provavelmente eu terei postado! Muito obrigada por comentar ! O capitulo esta ai! Comente nesse tbm ta flor? love u! beijemi♥

Kaká Trindade♥Jemi♥: Em primeiro lugar obrigada por ler e comentar flor! E segundo aaaaa eu amo saber que vcs estao adorando a fic! Fico tao feliz! E em terceiro o capitulo ta ai! Espero que goste e que comente mt! love u flor! Beijemi ♥

Emanuela: Bom vou começar dizendo a mesma coisa que eu disse para a Thaais, eu tenho que parar em partes emocionantes! Eu sou malvada e eu amo deixar vcs doidinhos de curiosidade e morrendo de vontade de ler o proximo capitulo hihihi! É tao emocionante vai! E eu sei EU SEI  q vcs devem ta querendo me matar por causa desse cap ai de cima kkkkk mas vcs terao que esperar pelo proximo capitulo! Bom se eles vao voltar eu nao sei! Vc vai ter que ler ate o final pra saber! Masss eu ja disse que essa fic é diferente das outras! Em fim dexa eu ficar quetinha aqui antes q eu conte o final pra vcs ne! Muitissimo obrigada por ler e comentar! Muito obrigada mesmo flor! Espero que goste desse capitulo e que comente mt! Love u flor! Beijemi♥

Julianinha: Own thank you! Eu tbm te amo flor! E mt! Obrigada por ler e comentar! Que bom que está gostando da fic flor!O capitulo esta ai! Espero que goste e continua comentando ta? love u beijemi♥

@SrtaDemiLovt: Mas é claroo que eu perdoo flor! Eu fico tao amocionada por voce dizer isso que nem tem noçao! Concordo o Joe foi mt idiota! (MAS EU ADORARIA QUE ELE FOSSE IDIOTA DESSE JEITO CMG SABIA? KKKKKKK) Bom a Demi realmente ta sofrendo! e talvez ela sofra mais ainda masss vamos ver ne! continue lendo pra saber! O capitulo ja foi postado espero que goste e COMENTE ! e muito obrigada! love u beijemi♥

Leila Lovato: Já postei linda! ta ai o comente espero que goste e que comente mt ta? love u beijemi♥


GALERAAA! AMANHA EU RESPONDO OS COMENTS DO OUTRO CAPITULO TALVEZ SE EU CONSEGUIR POSTE TODOS OS SELINHOS E AINDA POSTE MAIS UM CAPITULO PRA VCS! HOJE EU PENSEI QUE IA DAR MAS NAO DA! PQ EU SO POSSO FICAR NA NET ATÉ AS 23:00 E JÁ SAO 23:08 ENTAO MINHA MAE VAI ME MATAR! MAS EM FIM EU AMO VCS OBRIGADA E COMENTEM MT TA? 


BEIJEMIIIIIIIII 


@LariSarri (LARII LOVATO)♥♥♥♥



9 comentários:

  1. OMG MENIINA ATE Q FIIMM VOOÇE POSTOU =D
    JA CONSIDEO SU FIC COMOOO MINHA PREFERIDA MAIS CLARO DEPOIS DE MY LOSER *_*
    AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH SEERIO VELHOO POSTA LOOOGO PLEASEEE ><

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH POSTA LOOOGOOOOOOOOOO PLEASE

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaaaa como vc para numa hora dessas ain POSTAAAAAAAA LOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAA MEUUU DEUSSSSSSSSS! COMOOO ASSIM ELA FOI EMBORAAAAAAAAA???????
    OO JOE VAI INFARTAAAAA!!! JESUSS!! TO MUITOO CURIOSAA! POSTA LOGOOO POR FAVOR!!

    OBS: AAAAAAAAAA EU FIQUEI MUITOOOO FELIZ QUANDO VC DISSE Q TINHA CHEGADOOOOOOO!! EU AMO MUITO ESSA FIC e bom.. sobre postar a sua ou continuar essa..pra mim tanto faz eu vou amar qualquer uma das suas escolhas! aposto q vai sair perfeitoo e MTOOO divo mesmo!! bjs!

    ResponderExcluir
  5. POSTA LOGO!!!!!
    EU ESTOU SUPER CURIOSA!!!!!

    ResponderExcluir
  6. AHHHHH TO PIRANDO DE CURIOSIDADE, SERIO, TO QUASE TENDO UMA SINCOPE
    POSTA LOGOOOOO!

    ResponderExcluir
  7. OPRAH, SÉRIO?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk' o que diabos ela estava fazendo láah??
    E COMO ASSIM A DEMI FOI EMBORA? PRA OONDE?
    Num preciso nem dizer que essa fic é perfeita néeh? minha favorita.
    Poosta logo .
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Ount muito boom!!HAHA não suma mais,já tava quase surtando!!posta logo!

    bjus!!

    ResponderExcluir