terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

SUMMERTIME


CAPITULO 27: YOU ARE IS EVERYTHING TO ME!



Joe estava determinado. Ao se aproximar do portão do colégio, sabia exatamente o que faria.
Talvez fosse necessária a cena do sonho pra chamar atenção. Ele não ligava.
Se tudo desse certo como imaginava, claro. Porque subir numa mesa e levar um toco na frente do colégio inteiro, seria humilhante. 
Mas algo dizia que Demi não faria isso.
Guardou com cuidado a pulseira que tinha lhe comprado na França em um dos bolsos, pegou o material e correu em direção à porta. O papo com Cassie o tinha distraído, e já estava perto do sinal quando chegou. Olhou em volta, direto para a mesa que as meninas costumavam usar, mas não viu ninguém ali.
Avistou Nickolas e Sel se pegando em um canto e sorriu, fazendo um esforço para tentar lembrar que aula Demi tinha no primeiro tempo - talvez já estivesse na sala, dormindo sobre a carteira, ou papeando com as meninas.
- Biologia! - disse para si mesmo, admirado por saber.
Sua memória andava mostrando serviço, e ele agradeceu por isso.
Esbarrou em algumas pessoas, mas não se lembrou de desculpar-se. Abriu a porta da sala de uma vez só, fazendo uma nerd que estava na bancada mais próxima pular na cadeira. Teria rido de verdade se não estivesse ali por outros motivos.
- Daliella! - ele apontou para a amiga, que levantou as mãos como uma ladra, rindo.
- Juro que não fui eu! - ela exclamou, e Jonas riu levemente, sentando-se no banquinho ao lado do dela.
- Cadê sua companheira de laboratório? - perguntou fingindo indiferença, mas a cara de “seu idiota” de Dani o fez rir. - Preciso falar com ela.
- Ela já foi, ué - a menina deu de ombros, mexendo no celular, e Joe franziu a testa.
- Cabulou hoje?
- Hã? - Dani o encarou, fazendo careta. - Jonas, já falei pra você parar de beber no meio da semana! É feio!
Joe rolou os olhos, mas uma sensação horrível começou a tomar conta dele. Não sabia explicar o que era, mas suas mãos estavam geladas, e ele estava começando a não curtir aquele papo.
- Eu não bebi, Daliella - disse, com a voz tediosa. - Do que você está falando? Cadê a Demi?
Daliella deixou a boca abrir, mas não emitiu som algum. Ela pareceu meio chocada.
- FALA, CACETE! - Joe ouviu seu próprio grito, acordando um garoto que dormia na bancada da frente e assustando novamente algumas pessoas. - Desculpa, Dani, eu...
- Tudo bem - Daliella respirou fundo, enquanto um monte de alunos entrava na sala, e atrás deles, o professor.
- Bom dia, classe! Hoje nós vamos estudar... - o professor olhou pra mesa de Dani, e então virou o rosto para Joe. - Sr. Jonas, que eu saiba você não frequenta minha aula nesse período.
Joe sorriu amarelo.
- Só um minuto, professor, já estou indo.
Sorte dele era que o Sr. Bersen, um jovem de trinta e poucos anos, era bastante calmo, apenas rolou os olhos e se dirigiu ao quadro.
- Onde ela está? - Joe sussurrou, mesmo assim, alto demais. Dani fez um sinal para que ele calasse a boca.
- Você não soube? - perguntou, mesmo sabendo o que viria a seguir. - A Demi foi... Ela...
- ELA O QUÊ?
- Joseph Jonas, queira por gentileza se retirar da minha classe! Já não basta estar aqui, ainda vai atrapalhar minha... - Bersen não conseguiu continuar.
- Daliella, me fala! - sua cabeça girava. Que merda ela aquela?
Nem sabia o que estava acontecendo - mas seu sexto sentido lhe dizia que já podia começar a surtar. Dani o segurou pelo braço, puxando pelo corredor entre as bancadas. - Daliella Daleasa, se você sair da sala e perder a explicação do exercício, não se preocupe em voltar hoje - o professor advertiu, e Dani rolou os olhos, sem responder nada, empurrando Joe para o corredor.
- Uma bela encrenca você me arrumou, Jonas - ela murmurou no corredor silencioso e vazio.
- Daliella, dá pra você me explicar essa porcaria de história de uma vez só? - Joe quase cuspiu as palavras, falando um pouco mais baixo, mas sua voz estava estranha. - A Demi está bem? Ela tá aonde? Ela...
- Ela foi embora, Joe.
O chão parecia ter aberto debaixo de seus pés. Tudo que ele queria era acordar e descobrir que aquilo era um pesadelo. Ou uma puta piadinha de mal gosto da parte de Daliella. Mas já a conhecia bem agora, e ela não parecia estar de brincadeira. Seus olhos ardiam, e Dani tocou sua mão.
- Ah, Jonas... - ela sussurrou, tocando a mão do amigo. - A Demi vai passar uns tempos na França, com a tia dela, dona da mansão... Ela... - Dani não conseguiu terminar a frase.
Olhou para a cara do amigo, que parecia ter visto um fantasma, a loira do banheiro ou qualquer coisa muito assustadora.
- Joe, calma...
- Eu não acredito que ela fez isso! - a voz de Jonas era um sussurro. - Eu não... Eu não acredito que ela fugiu de mim.
- Jonas, por favor - Daliella ia dizer, mas foi novamente interrompida.
- COMO NINGUÉM ME AVISOU? - seu grito ecoou no corredor inteiro. Dani o puxou pela camisa, e tampou sua boca com a mão.
- Quer ser expulso? - sussurrou.
- Foda-se! - Joe disse alto. - Por que ela não me disse? Por que VOCÊS não me disseram?
- Joe! Me deixa falar!
- Quer saber, Dani? - ele riu, meio sarcástico. - Não quero ouvir! - o garoto respirou fundo. - Eu vou atrás dela.
- VOCÊ O QUÊ? - dessa vez Daliella quem gritou.
Joe sorriu, mas era um sorriso triste.
- Não é o fim - ele suspirou. - Eu não vou deixar que isso termine.

- Joe, você não pode estar falando sério! - Daliella chacoalhou a cabeça, gesticulando exageradamente.
- Nunca falei tão sério em toda minha vida - ele disse, olhando o corredor vazio. - Eu já perdi tempo demais.
Jonas caminhou pelo corredor, deixando Daliella para trás. A garota correu atrás dele, enquanto um alarme ensurdecedor começou a tocar, e todos os alunos começaram a correr para fora das salas.
- Que porra é essa? - Nickolas apareceu em seu lado como se tivesse brotado do chão.
- Alguém deve ter acionado o alarme para fazer gracinha - Kevin gargalhou. - Amo essa pessoa.
Joe mal podia escutar o que os dois falavam. Não pelo alarme, muito menos pela balbúrdia.
Seu coração martelava em seus ouvidos.
Ela tinha ido embora.
E a culpa era toda dele.
- Jonas! - Daliella segurou em seu braço, esbarrando em Jonas, que nem tinha visto sua garota por ali.
- Oi, amor, eu não... - ele começou a falar, mas ela o empurrou.
- Você não pode fazer isso, Joseph! Você não...
- Eu vou!
- O que está acontecendo? - Nickolas perguntou.
- Eu estou indo pra França - Jonas disse rapidamente. - Vou buscar a Demi. Vou fazê-la me perdoar. Ela não pode simplesmente ir embora e me deixar aqui, fugir do que nós...
- Dude, você pirou? - Jonas disse, com cara de espanto. - Dê tempo ao tempo, vocês vão se acertar!
- Tempo ao tempo? - ele riu, sem humor. - Ela fugiu de mim! Dude, ela me odeia!
- Há, pelo amor de Deus, cara! - Kevin se intrometeu, rindo. - A Demetria não te odeia nem nunca odiou.
- Só que eu me recuso a ficar aqui parado.
Joe continuou andando, dessa vez com os três em sua cola. Bufou, nervoso, mas continuou ignorando o que falavam. Sabia que aquela era uma atitude precipitada. Estava sendo impulsivo, mas se nunca tinha sido racional na vida, não seria dessa vez.
Se recusava a ter uma conversa daquelas por telefone ou algo assim. As coisas tinham mudado - agora não era o simples fato da briga, era também a fuga dela.
Devia ter imaginado que Demetria faria algo desse tipo.
- Dude, para quieto, porra! - Kevin o segurou. - Dá pra você parar de enlouquecer? Como você vai simplesmente IR PRA FRANÇA?
- Eu não sei - Joe riu baixo, mas estava ansioso. - Só sei que vou.
- Pra quê? Você quer dar uma de herói? Qual é! - Jonas rolou os olhos. - Olha a merda que você fez, Joe, você não vai simplesmente...
- Obrigado pelo apoio, queridos amigos - Jonas fez um joinha com a mão. - Vocês não conseguem entender? - Joe pareceu impaciente, se rosto demonstrava desespero. - É exatamente pela merda que eu fiz que eu tenho que ir atrás dela e trazê-la de volta! Eu não consigo simplesmente apagar meu verão da cabeça, não consigo não tê-la por perto... Eu...
- Ai. Meu. Deus - o queixo de Dani caiu. - Você... Você a ama!
Joe sentiu seu rosto corar subitamente. Encarou o piso branco e colocou as mãos nos bolsos. Depois riu de si mesmo.
- Claro que amo.
Kevin e Nickolas se entreolharam, quase rindo.
- Tão gay... - Nickolas murmurou e Joe riu um pouco mais alto.
- Isso é algo que eu tenho que fazer, sério - ele sorriu para os amigos.

Não esperou que ninguém dissesse nada, odiava se declarar publicamente, especialmente quando o alvo não estava lá. Ao continuar sua jornada até o portão, mal conseguia ouvir as coisas, e já não sabia mais se seus amigos estavam lhe seguindo. No entanto, no meio daquilo tudo, seu ouvido pareceu captar uma única voz.
- Então ela entrou no meu quarto, e cara, já foi tirando a blusa! - Brian gargalhou, e Joe olhou para sua esquerda.
Lá estava ele, com Ian, seu capataz gay, dois outros caras e perto deles, algumas líderes de torcida.
Jonas percebeu que o sangue lhe subira à cabeça em uma velocidade que não podia ser considerada saudável. Seu coração acelerou devido ao ódio, e ele fechou as mãos em punhos.
Demorou dois segundos.
Caminhara até Brian, que estava de costas, e tocou o braço dele.
O garoto virou, mas não teve tempo de ver o quem estava ali, quando Jonas acertara em cheio um soco em seu rosto, fazendo-o despencar no chão.
As meninas ao redor gritaram, e ele percebeu que as pessoas corriam até eles.
- QUE PORRA É ESSA? - Brian gritou, segurando o rosto.
Joe o pegou pelo colarinho da camisa do colégio, fazendo-o levantar mais rápido do que o pretendido.
- Cala a merda da sua boca, seu filho da puta - Joe disse baixo, quase sussurrando. O garoto engoliu seco. - Você pensou que podia fazer o que fez e se dar bem, né, sua bichinha de merda? - ele riu, sarcástico, e alguém lhe segurou pelo ombro, mas Jonas fez um movimento abrupto, se soltando.
Brian riu, ainda com cara de dor.
- Descobriu? - ele riu alto e irônico, e Jonas acertou outro soco no garoto, sem soltar seu colarinho.
- Joseph Jonas! - ouviu a voz da inspetora. - Para a diretoria! AGORA!
Jonas gargalhou, soltando Brian. Virou o pescoço para encarar a senhora gorda e descabelada, depois voltou um soco na barriga de Portman, que quase caiu.
- Joe! Para com isso! - era a voz de Sel.
- Escuta aqui, Portman - ele disse, enquanto Liam o puxava pra trás. Ele voltou pra perto do garoto. - É melhor você torcer, é melhor você rezar pra Demetria me perdoar! - disse entre dentes, segurando-o - Porque se ela não voltar comigo, isso aqui vai ser pouco perto do que vai acontecer com você. 
Jonas soltou o garoto com força, fazendo-o bater as costas na mesa, e quase derrubar Ian. Olhou para trás, e todos pareciam chocados.
Seus amigos estavam lá.
- O que você fez? - Mi sussurrou, pasma. - Você vai ficar de detenção pra sempre!
A inspetora surgiu o meio deles, e segurou Joe pelo braço.
- Você está encrencado, garoto.
Joe sorriu amarelo, ainda com uma vontade absurda de fazer de Brian seu Bob - o boneco do boxe.
- Tomara que ela mande você se foder - Brian gritou, e Jonas sorriu.
- Cuidado, Portman - ele sorriu. - Se eu afundar, você morre afogado.
A inspetora o olhou assustada.
- Fique quieto, garoto! - ela ordenou, o puxando. - Você ganhará uma bela suspensão, e um mês de detenção, se a diretora estiver de bom humor - a inspetora sorriu, como se divertisse com a ideia. Joe arqueou a sobrancelha.
- Detenção? - perguntou, vendo que Kevin, Liam , Nickolas e as meninas estavam atrás dele e da mulher. Ela assentiu. - Não, eu não posso. Digo... Não agora.
A inspetora gargalhou.
- Você não pode escolher o dia melhor pra você, Jonas. Se não quisesse ficar de castigo, era só não esmurrar outro aluno.
Joe se desvencilhou do braço da mulher, olhando para os amigos e para ela.
- Eu estou indo embora - ele disse rapidamente. - Quando eu voltar a gente conversa.
- Jonas! - Mi abafou o berro com a mão, depois se aproximou dele. - Você fumou orégano? Aonde você...?
- Ele vai pra França - Daliella disse simplesmente.
- Ele vai para a diretoria - a inspetora o segurou, quase rosnando.
- Não vou não! - Joe quase riu. - A senhora não entende? Eu tenho algo muito importante pra fazer! Eu preciso trazer a Demi de volta!
Joe viu o queixo de Liam cair.
- Demetria Lovato? - a inspetora perguntou, tentando disfarçar o interesse. Jonas concordou. - Veja bem, queridinho, eu não tenho nada com a vida amorosa de vocês, meu trabalho é...
- Você vai fazer seu trabalho... Quando eu voltar - Joe sorriu.
- Deixa eu ver se eu entendi! - Liam arregalou os olhos. - Você acordou hoje, espancou um filho da puta, e resolveu que vai pra França atrás da minha irmã depois de tudo o que você fez?
Joseph engoliu seco. Várias pessoas estavam ali por perto.
Ah, não... Brigar com o Liam não estava nos planos, definitivamente.
Optou por apenas concordar com a cabeça, e depois encarou o amigo nos olhos. Liam sustentou o olhar pelo que pareceram intermináveis segundos, depois sorriu.
- Até que enfim vai fazer algo que preste, cara - disse, sorrindo, depois deu um soquinho no ombro do amigo. - Vá buscá-la, cara. Mostra pra ela que você é só um pouco idiota.
Joe sorriu largamente, enquanto todos os amigos e a inspetora encaravam Liam com um certo olhar de espanto. Os dois se abraçaram, e Liam riu.
- O que foi? - Joe perguntou.
- Nada... Boa sorte, você vai precisar.
Sel se aproximou.
- Toma - ela estendeu a mão para Jonas, e lhe deu uma chave. - É a chave do meu carro, eu tenho a cópia de segurança lá em casa. Vá pegar seu passaporte e estacione perto da saída D do aeroporto, mais tarde eu vou lá buscá-lo. E por favor, não bata nem amasse minha lataria, ou eu corto seu pau fora.
Joe gargalhou, abraçando a amiga.
- Não acredito que isso tá acontecendo - Daliella disse, boquiaberta, e Liam a abraçou de lado.
- Obrigado, galera - Joe disse simplesmente, andando de costas.
- Joseph Jonas! - a inspetora gritou. - Saiba que se atravessar esse portão, sua detenção é até o final do ano! - ela disse apontando o dedo.
Joe riu.
- Eu não me importo.
- Joseph Jonas!
- Corra, Joe, corra! - Jonas disse, gargalhando.
- Boa sorte! - as meninas sorriram.
- Au revoir!
Joe disse por fim, fazendo os amigos gargalharem, e saiu correndo portão afora, ouvindo alguns gritinhos de algumas pessoas que tinham escutado a conversa inteira.
- Vá buscá-la, cara!
- Como você conseguiu? A Demetria Lovato é muito gostosa!
- Ai, meu Deus, que romântico!
- Que coisa mais linda!
Apenas gargalhou, correndo até o carro de Selena, sentindo aquelas borboletas ridiculamente gays no estômago.
Em algumas horas ela seria dele de novo.
Ele tinha certeza.


CONTINUAAAA



¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

GALERA MUITOOOO OBRIGADAAA! POR TODOS OS COMENTS POR TODOS OS SELINHOS ETC ETC! OBRIGADA PELO APOIO EM TUDO OBRIGADA! EU AMO VCS E QUEM MAIS AI NAO VAI NO SHOW DA DEMI? VAMOS CHORAR JUNTOOOO???? E MANOOO QUEM VAI SE DIVIRTAM MUITOOO! AMO VCS ATÉ A PROXIMA! EEEEEIII SOBRE A MINHA PARCEIRA BOM ELA ACEITO ME AJUDAR E NA PROXIMA POSTAGEM EU APRESENTO ELA A VCS! HIHIHI! ATÉ GALERAAA


AMO VCS DE MAISSSSSSS E MUIITTTOOO OBRIGADA! DE CORAÇAO!


AAHHHH NAO ESQUEÇAM DE VER OS SELINHOS E AS DIVULGAÇOES AQUIII TA? ↓ DESÇAM A TELINHA AI! E MAIS UMA COISA QUEM TA AFIM DE FAZER UM NOVO BANNER PRA MIM??? BOM A PESSOA QUE FIZER VAI FICAR AQUI DO LADINHO → COMO A MELHOR SEGUIDORA DURANTE ALGUM TEMPO TA? OBRIGADA AMO VCS!


BEIJEMI

LARI LOVATO ♥♥♥

10 comentários:

  1. oun primeiraaaa!!!!Muito perfeita,adoro sua historia,bjus....
    P.S> Posta Logoooooooo

    ResponderExcluir
  2. OMG!! AAAAAAAAAAAAA O JOE È MUITOO LOOCOOE MUITO FOFO TBM! hahahah! POSTA LOGOO POR FAVOR SE NAO EU INFARTOOO!bjs!

    ResponderExcluir
  3. ta perfeitaaa até que em fim voltou posta mais e logooooo!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. perfeito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! finalmente vc postou oensei que tinha morrido kkkkkkkk e "borboletas gays" kkkkkkkkkkkkkkkk pelo amor de deus de onde ele tirou isso! QUE FOFO IR PRA FRANÇA BUSCAR ELA, se ela nao acetar as desculpas dele EU MATO ELA" kkkk posta logo e dessa vez é serio!!!!!
    BEIJEMI!

    ResponderExcluir
  5. ah e eu tbm nao vou no show! motivo: eu moro BEM longe dos locais do show eu moro tipo na bahia!! eu ja chorei implorei pro meu pai mas nao deus certo! VOU CHORAR COM VC!kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA LOGOOOOOOOOO E obrigada por divulgar meu blog *-*

    ResponderExcluir
  7. Capitulo perfeito
    Selinho pra vc
    http://jemimimyg.blogspot.com/2012/02/selinho-da-flavia-rainha.html

    ResponderExcluir
  8. Capitulo maravilhoso, Joe mtoo fofiinho e POSTA LOGO okay?
    Bjs

    ResponderExcluir